15/10/2021 às 12h10min - Atualizada em 15/10/2021 às 12h10min

Projeto de fossa ecológica desenvolvida para escola pública em Espera Feliz é premiado internacionalmente

Iniciativa inovadora

Fonte:Folha da Mata

 

Exemplo de uma fossa ecológica, semelhante ao projeto desenvolvido pelo estudante da UFV e equipe Foto: reprodução.
 

Fossa ecológica desenvolvida para escola pública em Espera Feliz (MG) foi reconhecida como iniciativa inovadora.

 

O estudante de mestrado Juliano Rezende Mudadu Silva, do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia da Universidade Federal de Viçosa, é um dos ganhadores do Water Challenge 2021, prêmio internacional promovido pela Swiss Water Partnership Youth (SWP Youth) uma organização voltada para pesquisas relacionadas à água.
 

A equipe da qual o estudante faz parte tem membros da Inglaterra, Irã, Quênia e Sri Lanka e desenvolve uma solução de base natural para o tratamento de esgoto na Escola Estadual Fazenda Paraíso, em Espera Feliz (MG), por meio de ações participativas de educação ambiental e ciência cidadã.

O projeto - resultado de demanda apresentada pela comunidade, devido à falta de saneamento básico local - prevê o tratamento do esgoto dos vasos sanitários e da pia da cozinha da escola com Tanque de Evapotranspiração (Tevap). Também conhecido como bacia de evapotranspiração ou fossa bananeira, o Tevap é um sistema composto por camadas de solo e plantas, que promovem a absorção total do efluente.


A formação da equipe se deu um workshop promovido pelo SWP Youth, no primeiro semestre deste ano, quando Juliano realizava mestrado sanduíche no Instituto Federal Suíço de Ciência e Tecnologia Aquática. a conexão se deu pelo desejo de se trabalhar com comunidades mais isoladas, de resolver questões relacionadas ao saneamento e de vincular os projetos a metodologias participativas, educação ambiental e ciência cidadã.


O projeto na Escola Estadual Fazenda Paraíso já está dando seus primeiros passos, com reuniões da equipe com o professor e diretor Paceli Lopes. Também participam os integrantes do Grupo de Pesquisa e Extensão em Saneamento da UFV (Gesan), coordenado pela professora Ana Augusta Passos Rezende, do Departamento de Engenharia Civil.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »