03/08/2021 às 13h00min - Atualizada em 03/08/2021 às 13h00min

Morre o Carangolense Márcio Leite Vaz, ex-reitor da UFJF

Natural de Carangola, Márcio formou-se em Juiz de Fora em Fármacia e depois em Direito (Foto: Alexandre Dornelas/UFJF) O corpo de Márcio Leite Vaz, ex-reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) entre 1981 e 1985, foi cremado nesta segunda-feira (2), após a morte do acadêmico.

A Universidade decretou luto de três dias. As informações são da UFJF, que não divulgou a causa e a data da morte. Natural de Carangola, cidade localizada a cerca de 240 quilômetros de Juiz de Fora, Márcio formou-se em Farmácia e Bioquímica em 1971 pela UFJF. No ano seguinte, ingressou no quadro docente da mesma Universidade, tornando-se diretor da Faculdade de Farmácia seis anos mais tarde.

Em 1980 terminou sua graduação em Direito pelo Instituto Vianna Júnior e, no mesmo período, assumiu a pós-reitoria de Administração da UFJF. Em 1981, foi eleito reitor da Universidade. Posteriormente, conquistou o cargo de secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), em 1986. Além disso, Márcio também foi membro do Conselho Diretor do Museu Mariano Procópio. Em 2011, foi agraciado com a maior honraria do município de Juiz de Fora, a medalha do Mérito Comendador Henrique Guilherme Fernando Halfeld, quando declarou: “Devo essa homenagem à UFJF, pelo trabalho desenvolvido por toda minha vida pela Universidade”.


Ele também foi homenageado com as medalhas Santos Dumont e Inconfidência Mineira. O atual diretor da Faculdade de Farmácia da UFJF, Marcelo Silva Silvério, enalteceu a importância do colega para a instituição, em nota publicada pela Universidade. “Temos uma grande admiração por ele, pois sabemos da importância do seu trabalho para a Faculdade. Ele também foi nosso diretor e fez um trabalho bastante relevante durante os anos que esteve à frente da Farmácia”, ressaltou.

FONTE: Tribuna de Minas (na íntegra)


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »