04/06/2021 às 10h17min - Atualizada em 04/06/2021 às 10h17min

Governo de Minas impõe mais restrições ao comércio na região na onda vermelha

Coronavírus na região

De acordo com a recomendação do Comitê Extraordinário Covid-19, que se reuniu na manhã desta quinta-feira (3/6), o Governo de Minas Gerais decidiu que cinco macrorrregiões do estado devem adotar medidas ainda mais restritivas. A macrorregião Leste do Sul, da qual fazem parte os municípios das microrregiões de Manhuaçu, Viçosa e Ponte Nova, que já estava na onda vermelha - foi considerada como cenário epidemiológico e assistencial desfavorável, o que aponta para um momento crítico da pandemia.



A classificação de uma macrorregião nestes cenários é feita a partir de metodologia proposta pela Sala de Situação da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em que os territórios em onda vermelha passam por análise ainda mais minuciosa dos indicadores Incidência e Espera por atendimento, para identificar as tendências de piora na transmissão da doença e na ocupação de leitos e possíveis filas.



Espera Feliz


A Prefeitura de Espera Feliz disse que no momento não haverá mudanças. As regras seguem a do último Decreto publicado, e o comércio pode funcionar seguindo as regras sanitárias. Em caso de mudança, a população será avisada. A Prefeitura ainda ressalta a importância dos cuidados contra a Covid-19, e pede a toda população para que colabore nos cuidados e no combate ao vírus.



Incidência e Espera por Atendimento em MG



A combinação dos indicadores Incidência e Espera por Atendimento resulta na classificação dos cenários, que podem variar: Epidemiológico Desfavorável, Assistencial Desfavorável ou Assistencial e Epidemiológico Desfavorável.



Com isso, a região Leste do Sul tem mais restrições dentro da Onda Vermelha, segundo o Governo de Minas, e passam a vigorar as seguintes medidas:


- Proibição de eventos, de atrativos culturais e naturais;


- Proibição de academias, clubes e salões de beleza;


- Alimentação em Bares e Restaurantes - limitados até 19h; após este horário, apenas delivery, sem retirada em balcão.



Segundo dados extraídos desta quinta-feira, extraídos às 7h50, 250 pacientes suspeitos ou confirmados para covid-19 aguardam por internação em leitos de UTI, em Minas Gerais.



 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »