06/11/2019 às 19h23min - Atualizada em 06/11/2019 às 19h23min

Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal

Saúde Bucal

De 04 a 08 de novembro acontece, em todo País, a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal. O período, previsto na Lei nº 13.230/2015, é realizado sempre na primeira semana de novembro. O objetivo da data é estimular junto aos gestores de saúde e à população, ações preventivas, campanhas educativas, debater políticas públicas, apoiar atividades organizadas e desenvolvidas pela sociedade civil, entre outros.

câncer de boca está mais presente entre os homens e 70% dos casos são diagnosticados em indivíduos com idade superior a 50 anos. Afeta os lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas), além da região embaixo da língua. Já o câncer do lábio é mais comum em pessoas brancas e ocorre mais frequentemente no lábio inferior. A estimativa de novos casos de câncer de boca para 2018, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), é de 14,7 mil, sendo 11,2 mil homens e 3,5 mil mulheres.

Ação Estadual

Durante o ano, a Coordenação de Saúde Bucal da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) participou da construção do Plano Estadual de Oncologia que contém perfil epidemiológico do câncer bucal, os pontos de atenção ao Câncer Bucal, e as proposta de ações a serem realizadas para atenção ao Câncer de Lábio e Cavidade Oral no Sistema Único de Saúde (SUS).

Atitudes simples como abstenção de fumo e bebidas alcoólicas, dieta rica em alimentos saudáveis e boa higiene oral diminuem as chances de desenvolver a maioria das doenças malignas, inclusive os tumores na boca, que são os mais comuns tipos de câncer de cabeça e pescoço no Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a prevenção pode ajudar a reduzir a incidência de câncer em até 25% até 2025.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), para o ano de 2018, são esperados em Minas Gerais 1440 novos casos de câncer de Lábio e Cavidade Oral (1110 em homens e 330 em mulheres). Sem considerar os tumores de pele não melanoma, esse tipo de câncer é o 5º mais frequente (10,52/100 mil habitantes) em homens e o 12º (3,12/100 mil habitantes) em mulheres no estado.

Cuide da sua saúde bucal
Apoio:


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »