27/05/2022 às 12h12min - Atualizada em 27/05/2022 às 12h12min

Polícia Civil recupera itens roubados em residência de ‘golpista do Pix’, no Alto Caparaó

Golpes financeiros

Com informações: Polícia Civil do Espírito Santo

 

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) cumpriu, nesta quarta-feira (25), um mandado de busca e apreensão em desfavor de uma mulher de 23 anos, suspeita de aplicar golpes financeiros na região do Alto Caparaó. Na casa, foram recuperados parte dos itens roubados, que incluem alimentos, travesseiros e outros itens.


Segundo as informações recebidas pela Polícia há cerca de 15 dias, o golpe funcionava da seguinte forma: a mulher se dirigia aos estabelecimentos, selecionava os itens que iria ‘comprar’ e, na hora do pagamento, pedia para pagar com Pix. Durante o processo, a mulher afirmava que o celular não estava lendo o QR code e solicitava a chave Pix, assim, ela digitava a chave Pix no aplicativo da instituição bancária, gerava um comprovante de agendamento de pagamento e apresentava para os funcionários como se fosse um comprovante de pagamento.


Os estabelecimentos onde a acusada aplicou os golpes foram um supermercado, lojas de celulares e uma oficina de carros. O prejuízo gerado nestes estabelecimentos é de, aproximadamente, R$ 23 mil, sendo R$ 15 mil apenas no supermercado. Até o momento, cinco vítimas foram identificadas.


A suspeita compareceu à Delegacia Regional de Alegre de forma voluntária, onde foi ouvida pela equipe e liberada após o depoimento. As investigações seguirão em andamento. Polícia Civil orienta que, caso um cidadão suspeite de ter sido vítima do golpe aplicado pela suspeita, que registre boletim de ocorrência para que a Polícia tome ciência do caso e utilize a denúncia no inquérito policial.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »