26/05/2022 às 11h19min - Atualizada em 26/05/2022 às 11h19min

Lanchonete em comunidade rural é sucesso em Espera Feliz

Empreendedorismo

Há dois meses, a agricultora familiar Simone Silva de Souza, de Espera Feliz, realizou o sonho de abrir uma lanchonete. A vontade de empreender ganhou força depois que ela fez os cursos de Produção Artesanal de Alimentos e de Derivados do Café oferecidos pelo Sistema FAEMG em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Espera Feliz.
 

“Eu já sabia fazer muitas receitas, mas com as técnicas do curso elas ficaram mais bonitas e saborosas”, contou. A lanchonete Aroma e Sabor Artesanal fica na comunidade do Quicé, na zona rural do município, e já é sucesso entre os moradores. “Amigos viraram clientes e estou tendo a oportunidade de colocar em prática o que aprendi e melhorar a cada dia. Os cursos do SENAR fazem a diferença para mim e para toda a comunidade”, pontou Simone.


Há grande variedade de produtos no estabelecimento. Os pães, biscoitos, bolos e a bala de café são destaque entre os clientes. Os pães custam de R$15 a R$20 e os biscoitos custam R$5 os pacotes de 300g.  Mas a produtora também vende doces, licores, salgados assados e congelados, pizzas e está atenta às datas comemorativas, como a Páscoa e o Natal, para atender à clientela com produtos típicos da época, como ovos de Páscoa e panetones.

 

Antes de abrir a lanchonete, Simone vendia os produtos de porta em porta e na feira livre de Espera Feliz e os ganhos, que chegaram a R$500a já nos primeiros meses, auxiliavam na renda da família. Agora, ela planeja fazer mais cursos do Sistema FAEMG. “Quero sempre melhorar a qualidade dos meus produtos e crescer. Ainda vou fazer o curso de Produção de Alimentos sem Glúten, Lactose e Açúcares para atender a um público que tem restrições alimentares”.


“Ela é uma mulher de fibra, simples e batalhadora, muito conhecida na sua comunidade. Ela faz bem-feito tudo o que se propõe e já participou de diversos cursos do SENAR. Para nós é uma satisfação vê-la produzindo, vendendo e criando sua própria marca”, comentou o mobilizador do Sindicato de Espera Feliz, Leonardo Chaves. 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »