03/03/2022 às 11h00min - Atualizada em 03/03/2022 às 11h00min

Café especial de Simonésia (MG) para o Brasil e para o mundo

Qualidade do Café

O café Sítio 3 Barras produzido por Horácio Antônio de Moura, em Simonésia, tem ganhado cada vez mais espaço no mercado nacional e internacional. Segundo o cafeicultor, que faz parte do grupo pós-ciclo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Café + Forte do Sistema FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos, a qualidade e as 21 variedades do grão cultivadas por ele são um importante diferencial e ajudam a atender à demanda de diversos compradores.

 

No Brasil, Horácio tem clientes em Belo Horizonte, São Luís do Maranhão, Brasília, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e a venda mais recente foi para a renomada e premiada torrefação Lucca Cafes Especiais localizada no Paraná. No exterior a Europa é o principal destino do Café 3 Barras, com destaque para Portugal para onde o produtor vendeu 100 sacas em 2020 e já negocia vendas para este ano.


Horácio faz questão de destacar que o ATeG foi fundamental para a abertura desses mercados e para o seu desenvolvimento na cafeicultura. Em 2018 o produtor foi o grande campeão do Cupping ATeG com a maior pontuação do concurso. Seu café venceu na categoria cereja descascado com 90,14. “Já no evento eu consegui fazer boas vendas. Foram três sacas em um dia e uma delas foi para Portugal”, contou.


Para Horácio, o concurso foi uma excelente vitrine e acompanhamento técnico do ATeG que recebe até hoje “é um respaldo a mais para a gente no mercado. A gente deposita uma confiança no cliente e ele em nós. E o ATeG soma forças com o produtor”.  Para o futuro no programa o cafeicultor vislumbra seguir mantendo a qualidade do seu café, aumentar as vendas e conquistar novos mercados e conquistar mais um prêmio no Cupping ATeG “Quero melhorar a minha pontuação”, revelou.


Com a palavra, o técnico de campo


“Horácio faz um trabalho diferenciado, conduz muito bem as lavouras realizando todas as recomendações de forma adequada e faz um excelente processo de pós-colheita, com processamento de café via úmida. Por isso ele consegue pontuações diferenciadas. É uma satisfação acompanhar a evolução dele e ver o nível que ele alcançou. Hoje o Horácio tornou-se um grande exemplo para os produtores do município e da região e está agregando valor e trazendo desenvolvimento para a atividade nessas localidades”. – Jorge Araújo Santos, técnico de campo do ATeG Café + Forte 


Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema FAEMG/SENAR/INAES/ Sindicatos em Viçosa 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »