22/09/2021 às 16h17min - Atualizada em 22/09/2021 às 16h17min

Paróquia São Sebastião de Espera Feliz – 80 anos de SDN À Serviço da Vida e da Esperança!

A Paróquia vive um tempo de Graça, neste ano está celebrando 80 anos que o paroquiato está aos cuidados dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora.


Esta história está estruturada em rede de comunidades e dinamizada pela formação Bíblica e formação de lideranças desde o seu início, em 1941, sob a inspiração do Carisma da Congregação fundada pelo Servo de Deus Pe Júlio Maria de Lombaerde. Em um território de aproximadamente 42 mil habitantes, abrangendo os Municípios de Caiana, Caparaó e Espera Feliz, em expansão com aberturas de novas ruas, bairros, novos povoados, distritos e chegada de novas famílias, a Paróquia encontra na experiência das Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s), a estrutura e a dinâmica para a unidade e a comunhão dos diferentes dons e talentos presentes na Igreja.


Para entender a dinâmica da nossa Paróquia em rede de comunidades é preciso entender sua estrutura eclesial com formas de decisão e ação, diferente de velhas formas de pensar, decidir e agir. A Paróquia São Sebastião se planeja como conjunto de comunidades.

É um corpo organizado de comunidades fraternas, inclusivas, acolhedoras, simpáticas, sem discriminação alguma. Atualmente são 58 comunidades que só se compreendem interligadas entre si:

1) Todas as comunidades são estimuladas a dar prioridade à Bíblia Sagrada, para que essa desperte a fé e ilumine a vida.

2) A celebração dos sacramentos são descentralizadas, cada comunidade vive os serviços da fé e da caridade.

3) Os conselhos econômico e pastoral são os grandes meios de representação, de participação e de co-responsabilidade dentro das comunidades e no conjunto da Paróquia: CPC (Conselho Pastoral Comunitário), CPP (Conselho Pastoral Paroquial), CPAE (Conselho Paroquial para Assuntos Econômicos).

4) Vivemos exclusivamente do Dizimo, ofertas e doações espontâneas. As obras/reformas estão na responsabilidade do conselho Econômico que delibera pela economia solidária nas prioridades a curto, médio e longo prazo.

5) De dois em dois anos faz se escolhas de novas lideranças, funções e ministérios (Ministros da Eucaristia e da Palavra), por meio de critérios pré estabelecidos no regimento Paroquial e orientações da Diocese de Caratinga.

6) A partilha nas confraternizações, por ocasião das festas de padroeiro, é realidade na maioria das comunidades, uma grande meta e desafio alcançado superando a lógica do lucro e das inconvenientes festas arrecadativas.

7) O Seminário Sacramentino, onde atualmente funciona a secretaria Paroquial, é nosso grande símbolo arquitetônico que exala espiritualidade e marca de comunhão eclesial, onde também acontece os encontros formativos a nível Paroquial e outros relevantes serviços a sociedade.  


8) A comunidade paroquial também exerce forte influência nas causas sociais dos municípios de sua abrangência, fazendo caridade aos mais pobres. “A Sociedade São Vicente de Paula, mais conhecida como Vicentinos, é um dos grupos que faz este trabalho, com doações de agasalhos, cestas básicas e outros”.


Diversos outros trabalhos sociais são realizados, tais como apoio à “Casa Leleco para Crianças”; ao “Lar São Sebastião para idosos”; à “APAE”, Sopão do Bairro Santa Cecília, Grupo da Beneficência, dentre outras formas de atendimentos à grupos organizados e à pessoas carentes.


Uma Paróquia Missionária, precisa de trabalho de base. A missão nasce do amor e não da autoridade: a missão é caridade, relações fraternas e verdadeiras, simétricas e dialógicas, estendidas a todos, sem excluir ninguém. Neste sentido, a perspectiva da “paróquia missionária” pode representar um caminho de renovação para a comunidade eclesial, como aponta o Documento de Aparecida (cf. DAp 173).


O que sustenta a base de nossa Paróquia são os constantes cursos, reuniões, visitas missionárias, retiros, as celebrações e principalmente os Grupos de Reflexão da Bíblia. Os Grupos de Reflexão tem o papel de animar as comunidades e de catequizar seus membros a partir da leitura e reflexão da Palavra de Deus.


Agradecemos a Deus e a Diocese de Caratinga por confiar o serviço ministerial desta Paróquia aos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora, bem como a hospitalidade de nossa boa gente, paroquianos e paroquianas.

Toda a experiência vivida aqui nos leva a acreditar que a realidade direcionada pela Conferencia de Aparecida, de comunidades de discípulos e missionários de Jesus Cristo, formadas conscientemente por cristãos leigos, protagonistas, animados e dispostos a agir, não é uma realidade longe de nosso alcance. A todo momento, a paróquia é chamada a ser manancial da experiência de Jesus Cristo e de seu Reino; escola notável de fé, esperança e caridade; lugar onde se vive e partilha a mística cristã; fonte donde cresce e se expressa nosso amor a Maria.

Viva a Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora! Viva o Servo de Deus Pe Júlio Maria! Viva o povo de Deus.


Pe. Lucas Reginaldo Bemfica, SDN


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »