17/08/2021 às 11h59min - Atualizada em 17/08/2021 às 11h59min

Secretário de Saúde de Minas confirma transmissão comunitária da Delta no Estado

Alerta de contaminação

O Tempo

Baccheretti afirmou que são 12 casos confirmados e "oito casos prováveis" de infecção pela cepa originária da Índia.

 

O secretário de Estado da Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, confirmou que há transmissão comunitária da variante Delta do coronavírus no Estado em coletiva de imprensa nesta terça-feira (17).


O chefe da pasta não citou em quais municípios a circulação sem interferência exterior ocorreu, mas Virginópolis e Montes Claros haviam identificado o fenômeno por meio das secretarias municipais de Saúde.


Baccheretti afirmou que são 12 casos confirmados e "oito casos prováveis" de infecção pela cepa originária da Índia. Apesar disso, em análises genômicas do vírus que circula em Minas, apenas 0,4% das amostras apontam presença da Delta, conforme o secretário.


 

"Parte dos pacientes não tiveram sequer contato com pessoas de fora do Estado. Fazemos um estudo por amostragem, que era de 180 [amostras por semana], passamos para 200 [amostras] por semana, e focamos nas regiões de maior vulnerabilidade do vírus", afirmou. Ele citou cidades que estão próximas ao Rio de Janeiro. 


"O importante da variante Delta é que os cuidados não são diferentes da Gama [mais comum em Minas]. Não muda a atuação. Os cuidados são os mesmos", completou.


 

O Painel de Monitoramento dos Casos de Covid-19 do governo estadual informa que a variante Delta do coronavírus, considerada tão transmissível quanto a catapora e o ebola, foi identificada em oito municípios.


São eles: Belo Horizonte, com três casos, Divino e Unaí com dois, e Carangola, Itabirito, Juiz de Fora, Montes Claros e Virginópolis com um em cada cidade. Transmissão comintária foi confirmada em dois municípios – Virginópolis e Montes Claros – pelas secretarias estaduais de Saúde.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »