09/08/2021 às 11h45min - Atualizada em 09/08/2021 às 11h45min

Teatro de Guaçuí tem 1ª apresentação com público desde início da pandemia

Cultura

Jornal Fato

O Teatro Municipal Fernando Torres, em Guaçuí, foi palco de um momento histórico para o grupo teatral Gota, Pó e Poeira, neste fim de semana. Com o mais novo espetáculo "Os Sacrilégios do Amor", com direção de Ribamar Ribeiro, o grupo voltou a se apresentar com plateia presencial no Teatro Fernando Torres.



É um momento muito especial para nós porque estamos voltando com as apresentações presenciais no teatro", conta a atriz Aline Saraiva.

 

Os organizadores do evento destacam que foi respeitado os protocolos sanitários, como limite de pessoas, distanciamento social, uso obrigatório de máscara e álcool em gel, e medidor de temperatura.



A peça inspirada em contos de Nelson Rodrigues, da obra "A vida como ela é", 'nasceu' durante a pandemia, em um processo de residência artística do diretor carioca Ribamar Ribeiro.



"Há um pouco de música, de dança, de literatura que se mesclam no teatro com drama e humor", disse o assistente de direção Carlos Ola.



O espetáculo apresentou histórias divididas em quadros que revelam personagens obsessivos e seus sacrilégios feitos por amor. Com fragmentos de diversos contos, recriados enquanto teatro narrativo, a peça apresenta as histórias de Idalina e Godofredo, Odaleia e Eleodoro, Luci e Orestes, entre outros personagens, com trajetórias que se cruzam em adultério, paixão e morte.


Na peça, encenam os atores Aline Saraiva, Neuza de Souza, Eliane Correia, Kaio Serafim, Ronny Pires, Jacimar Henrique e Lucas Almeida. Na técnica estão Edmar da Silva (sonoplastia) e Carlos Ola (iluminação).

 

 

 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »