02/06/2021 às 14h07min - Atualizada em 02/06/2021 às 14h07min

Câmara de Manhuaçu e Ministério Público decidem retomar concurso público

Concurso público

A empresa organizadora do concurso da Câmara de Manhuaçu divulgará o novo calendário de provas e das próximas etapas nos próximos dias. A decisão foi tomada nesta terça-feira, 01/06, em reunião virtual com a participação da Comissão Organizadora e o Ministério Público. O certame foi suspenso, ainda em 2020, por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus.


A comissão de fiscalização e acompanhamento do Concurso Público – formada pelos vereadores Rodrigo Júlio dos Santos e Allan Quintão e os servidores Ivanildo José, Lázaro Adão e Cleonice Gomes, o Presidente da Câmara Cleber Benfica e procurador jurídico do Poder Legislativo Dr. Luiz Assis e os Promotores Dr. Reinaldo Pinto Lara e Dra Geannini Maeli Miranda, decidiram que o concurso será retomado e deverão ser adotados procedimentos para garantir a segurança dos candidatos em meio à pandemia.


Inicialmente, as provas estavam previstas para o dia 13 de dezembro de 2020. A aplicação foi suspensa em decorrência do aumento de número de casos da Covid-19. Na ocasião, foi determinada a suspensão do certame por até 90 dias e depois, na onda roxa, foi prorrogada a suspensão até 8 de junho, em entendimento com o Ministério Público.


O concurso foi suspenso na fase de aplicação da prova. São 1.470 candidatos e, por conta da pandemia, foram acertados na reunião que serão adotadas medidas extras de prevenção e distanciamento, inclusive seguindo protocolos de outros concursos realizados recentemente.


Como não existe normativa no Minas Consciente ou mesmo nos decretos municipais suspendendo a realização de concursos, a decisão foi por retomar o processo. Um novo calendário com a data da prova objetiva, apresentação de títulos, prova prática e divulgação do resultado final será divulgado nos próximos dias em acordo com a empresa realizadora e a comissão.



Taxa de Inscrição

Do total de candidatos, 1.180 pagaram inscrições e 290 obtiveram isenção de acordo com o edital. O valor arrecadado é destinado ao pagamento da empresa contratada por licitação para o concurso. A Câmara de Manhuaçu não gerou despesas ao município para a realização do concurso.


É importante frisar que, conforme contrato, a empresa recebeu 50% após a fase de inscrições. Outros 30% somente serão pagos depois da realização das provas. Ao final do processo, é concluído o pagamento. O concurso arrecadou o valor bruto de R$ 85.665,00. O dinheiro encontra-se depositado em conta específica.


Além disso, é fundamental esclarecer que, após a retomada do andamento do concurso, os candidatos poderão requerer diretamente no site do IADHED a devolução da taxa paga. No entanto, não previsão de reabertura de inscrições e quem pedir a restituição, perde o direito de fazer a prova.


Transparência

A comissão formada por dois vereadores, dois servidores efetivos e um servidor contratado acompanha o certame para auxiliar nas definições e garantir a lisura do procedimento. Apesar das críticas infundadas de pessoas desocupadas, a Câmara de Manhuaçu e o Ministério Público estão se reunindo constantemente para os procedimentos sobre o concurso público.


A reunião para retomada do concurso deverá definir o calendário com a Ao todo, são nove vagas em disputa: 380 pessoas se inscreveram para o cargo de Auxiliar Administrativo; 284 para Auxiliar de Secretaria; 147 para Auxiliar de Serviços Gerais; 123 para Vigia; 25 para Operador de Áudio e Vídeo; 126 para Controlador Interno; 175 para Assistente Jurídico Legislativo; 336 para Diretor de Secretaria e 29 para Assessor de Comunicação. Uma parcela não pagou a inscrição e automaticamente foi excluída, sobrando os 1.470 inscritos.


Os candidatos têm acesso às informações na página da empresa realizadora do concurso. Comunicados são divulgados pela empresa e no site oficial da Câmara de Manhuaçu.

Assessoria de Imprensa da Câmara de Manhuaçu


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »