02/03/2021 às 15h48min - Atualizada em 02/03/2021 às 15h48min

Novo reajuste pode deixar gás de cozinha acima de R$ 100

Pesquisa do Mercado Mineiro

A Petrobras anunciou que aumentará o preço dos combustíveis a partir desta terça-feira (2). O terceiro reajuste do ano será de R$0,15 por quilo, o que gera um impacto de R$1,90 no gás de cozinha de 13 kg, que passará a custar R$39,69 nas refinarias da estatal. Até meados de fevereiro, o preço médio do botijão no estado era de R$ 87,18, segundo pesquisa do Mercado Mineiro, mas já havia locais cobrando de R$90 a mais de R$ 100.


Com a nova alta prevista, o diretor do instituto, Feliciano Abreu, avalia que a régua de preço deve subir e botijões acima dos R$ 100 podem se tornar mais comuns.


Os novos aumentos ocorrem após um ano de alta. Em fevereiro de 2020, a média de preço do botijão de 13 kg era de R$77,73. Um ano depois, chegou a R$87,18, variação de cerca de 12%. O cilindro de 45kg aumentou menos, mas ainda assim encareceu, passando a custar, em média, R$332,93 em fevereiro de 2021, contra R$ 307,79 em 2020.


Em Minas, a Petrobras explica que o preço do gás de cozinha é formado por 47% de custos do próprio gás, 35% de distribuição, 15% de imposto estadual e 3% de imposto federal.


O Tempo

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »