08/02/2021 às 15h35min - Atualizada em 08/02/2021 às 15h35min

Justiça realiza mandado de busca e apreensão na Prefeitura de Dores do Rio Preto

Investigar doações

Imagem Ilustrativa

Prefeito de Dores diz que doações em período eleitoral foram legais e causadas por fortes chuvas na região.

 
Um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Eleitoral do ES foi cumprido nesta manhã de segunda-feira (8), na Prefeitura de Dores do Rio Preto e nas secretarias de Assistência Social, de Obras, Administração e Finanças. Os oficiais levaram três telefones celulares, além de três computadores.

 
O mandado teve como requerente do processo a coligação “Respeito e Igualdade com Todos”, formada pelos partidos Republicanos, DEM, PSDB e Patriota, que alegam que a Prefeitura teria distribuído cestas básicas e colchões durante a campanha eleitoral de 2020.

 
Segundo o Prefeito Cleudenir José de Carvalho (Ninho), uma chuva de granizo destelhou centenas de casas na comunidade de Mundo Novo, onde na época, foi decretado estado de calamidade, e a Defesa Civil repassou mais de R$70 mil para a compra de colchões e travesseiros, que foram distribuídos por psicólogos e assistentes sociais. “Foram doações dentro da lei, aprovadas na Câmara”, relata o Prefeito.
 

Ninho conta que recebeu com surpresa o mandado, e que está a disposição da Justiça para esclarecer tudo.


Fonte: Aqui Notícias


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »