05/01/2021 às 12h10min - Atualizada em 05/01/2021 às 12h10min

Após fortes chuvas, Muriaé chega a quase 800 pessoas entre desalojadas e desabrigadas

Enchente

G1

 

Temporais ocorreram durante fim de semana e nesta segunda-feira (4); famílias foram levadas para abrigos da Prefeitura. Município contabiliza duas mortes durante o período.


Após as fortes chuvas que ocorreram durante o fim de semana e a madrugada desta segunda-feira (4), Muriaé contabiliza quase 800 pessoas entre desalojadas e desabrigadas. Atualização foi divulgada na noite desta segunda após reunião de setores.

O encontro para balanço das ações desenvolvidas contou a participação de representantes da Prefeitura, da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar (PM).

 
O monitoramento das áreas alagadas permanece e, até o momento, foram 58 pessoas desabrigadas e cerca de 725 desalojadas, sendo que os números podem até dobrar, tendo em vista que a Secretaria Municipal de Assistência Social ainda não fechou a contagem.
 

De acordo com as atualizações do Corpo de Bombeiros, a situação está em processo de retorno à normalidade, sendo que o Rio Muriaé baixou aproximadamente um metro e que não há previsão de forte chuva no município.
 
Segunda a Prefeitura, as famílias foram levadas para abrigos do Executivo. A Administração também distribuiu marmitas para quem ficou ilhado, mas sem risco, ou perdeu utensílios. O suporte é realizado com o auxílio de embarcações dos bombeiros.

Por volta das 16h05 desta segunda, imagens mostravam que o Rio Muriaé começava a recuar. Durante a chuva, ele transbordou e inundou ruas em diversos bairros do município.

Os bombeiros realizaram atendimentos a 11 chamadas, com salvamento de 68 pessoas ilhadas pela enchente e duas vítimas soterradas, sendo uma em óbito.
 
 
 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »