16/12/2020 às 12h22min - Atualizada em 16/12/2020 às 12h22min

MGs-111 e 108: Manifestação cobra providências para estradas

Protesto

Dezenas de pessoas com faixas e cartazes fecharam a MG-111 numa manifestação pacífica reivindicando melhorias na estrada que liga a cidade de Ipanema à divisa de Minas Gerais com a região norte do Rio Janeiro.


Impulsionada pelos coordenadores do movimento, Marcone Terra e Wanderlan da Farmácia, a manifestação mobilizou moradores de Manhuaçu, Simonésia e Santana do Manhuaçu e contou com a presença dos prefeitos eleitos de Santana do Manhuaçu, Paulinho Chicó, e de Simonésia Marinalva Ferreira e do vereador de Manhuaçu Cleber Benfica.

 

Os motoristas reclamam das más condições da pista e pedem o recapeamento da via.

“Se eu for falar para você da insatisfação, vou falar 365 dias por ano. Eu estou feliz agora porque estou vendo as autoridades que foram eleitas recentemente aqui e que, às vezes, poderá ter uma solução para esse problema. Eu queria convidar os prefeitos de Simonésia e Santana do Manhuaçu, que estão participando, e demais cidades, bem como vereadores da região, para formamos uma comissão e nos dirigirmos a Belo Horizonte e apresentar nossas queixas na Assembleia Legislativa, no Governo de Minas e nos demais órgãos”, Maurício de Oliveira, produtor rural.



Ele ainda comparou que no vizinho estado do Espírito Santo as estradas estão bem melhores em termos de trafegabilidade, enquanto em Minas Gerais o IPVA é o mais caro do Brasil e não há condições de circulação.



“Não tem condições de trafegar nessas estradas. O custo para nós está ficando muito alto. Somos produtores rurais, estamos contribuindo para o bem estar do Estado e do País e não temos nada em troca”, afirmou.



Um dos líderes do movimento, Marcone Terra, afirma que todo mundo que trafega na MG-111 tem acompanhado o descaso que está por parte do Governo Estadual. “Nossa rodovia tem mais de 30 anos que foi asfaltada, depois disso nunca mais houve recapeamento. Eles vêm com essas operações tapa-buraco, mas não tem resolvido nada”.
 


A mobilização aconteceu em grupos de Whatsapp e no Facebook e houve adesão de moradores de várias cidades da região cortadas pela MG-111.



O vereador Cleber Benfica, de Manhuaçu, conta que não adianta governadores e deputados colocarem
a culpa na chuva. “Esses buracos são resultado de descaso de muitos anos. Estão simplesmente fazendo aquele tapa-buraco com material de baixa qualidade que coloca hoje e daí duas, três semanas vem a chuva e volta uma cratera no mesmo lugar”.



O mesmo cenário de reclamações é visto na MG-108, que liga a região de Manhumirim a Mutum. Além disso, a crítica envolve a ponte dos Gama, no km 92 da MG-111, entre Reduto e Manhumirim, que está completando um ano interditada para veículos grandes e com passagem precária.


 

RESPOSTAS

 

Em resposta ao vereador Administrador Rodrigo, de Manhuaçu, o engenheiro Marcos Arexandre Saldanha de Oliveira (Chefe da Unidade Regional Manhumirim - DER/MG) afirmou que nesta semana “estão programadas duas equipes de tapa-buraco, uma vindo no sentido Ipanema-Manhuaçu e outra no sentido Manhuaçu-lpanema”.


Informamos ainda que estaremos executando serviços de reperfilamento em pontos críticos da rodovia MG-108 Trecho: Manhumirim - Martins Soares, nos próximos dias.


Ele ressaltou que as chuvas constantes prejudicam o manuseio e execução dos serviços de pavimentação.



Já o Prefeito de Alto Caparaó, José Gomes e o Vereador José Carlos Lovantino, estiveram reunidos em Manhumirim com o DER. Eles também cobraram o recapeamento total das duas rodovias MG-111 e MG-108.


Sobre a Ponte dos Gama, foi informado que o DER-MG lançou novo edital para as obras e a licitação para contratação da empresa será realizada em janeiro. Também foram prometidas ações de tapa-buraco na rodovia de acesso a Alto Caparaó.


Portal Manhumirim 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »