17/11/2020 às 10h28min - Atualizada em 17/11/2020 às 10h28min

Produtores do ATeG Café estão entre os dez melhores de Divino

3º Mix Café

O 3º Mix Café, promovido pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Divino, com o apoio do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, elegeu os dez melhores cafés especiais do município entre as mais de 90 amostras. Entre eles, estão cinco produtores assistidos pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).


O jovem Breno de Souza Pereira Vilete foi o terceiro colocado do concurso, e o seu café foi o melhor na avaliação popular. Breno, que trabalha com o pai na propriedade da família, comemora os resultados alcançados após pouco mais de um ano de trabalho junto ao programa ATeG.

 

“O programa foi um divisor de águas. Construímos juntos os melhores caminhos para alcançar a excelência, diminuindo custos e aumentando a produtividade e a qualidade de forma sustentável. Fomos os primeiros na nossa comunidade a entrar no mundo dos cafés especiais e provamos que, com dedicação, todos podemos. Foi uma alegria enorme estar entre os primeiros e um incentivo a mais para que, no ano que vem, possamos produzir cafés ainda melhores”, contou Breno.



O técnico Danilo Mendes acompanha o jovem cafeicultor no ATeG e destaca que o concurso estimula os produtores a investirem na qualidade, na variedade e na pós-colheita em busca de melhores indicadores e, assim, maior lucratividade. O técnico ainda reforça que o trabalho com cafés de qualidade tem sido um importante aliado na sucessão rural, como é o caso de Breno, que tem se lançado a novos desafios para os negócios da família.



Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Divino, Geraldo Benini, o concurso contribui para garantir a permanência do jovem no campo. “Temos orgulho de conseguir promover um evento que reconhece a capacidade de produção de cafés de qualidade no nosso município e mostra ao jovem que a atividade pode ser lucrativa”, destacou.



Reconhecimento

Welton Vieira Pontes e Rogério Brum Ferreira, também assistidos por Danilo, foram classificados em quinto e décimo lugar.



As cafeicultoras Eva Fonseca Correa Souza e Luciene Andrade da Silva também estão entre os dez melhores, em oitavo e nono lugar no concurso. As duas começaram a produção de cafés especiais após ingressarem no programa ATeG.


Para a técnica que as assessora, Sandy Espinoso, o reconhecimento é resultado de um trabalho feito com confiança e empenho. “É uma alegria ver a melhoria não só da qualidade do café, mas da qualidade de vida dessas famílias, que aceitaram a nossa proposta de sair do comodismo e avançar”, enfatizou.  



O gerente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Viçosa, Marcos Reis, parabenizou os organizadores pelo evento e os técnicos do ATeG pelo excelente trabalho. “Os cafés em Divino não eram vistos com qualidade porque o produtor não sabia o que produzia e os compradores não valorizavam. O Mix Café possibilitou o reconhecimento dessa qualidade, deu ânimo para os cafeicultores e começou a colocar o município no mapa da qualidade”, acrescentou.



Valorização do café especial

O concurso tem como objetivo fomentar e dar visibilidade à produção de cafés de qualidade em Divino. Um dado relevante foi que 78% das amostras recebidas tiveram nota igual ou acima de 80 pontos, o que foi celebrado pelos organizadores.


Nesta edição, o evento também promoveu a degustação comentada dos dez melhores cafés do concurso. O momento foi acompanhado de perto por alguns produtores e transmitido ao vivo pelo Youtube.



Para Marcos Reis, que fez as provas, o espaço proporcionou uma nova e importante experiência aos participantes. “Mostramos para os produtores como é feita uma mesa de prova e quais atributos identificamos nos lotes. Isso os aproxima mais do mundo de cafés especiais”, comentou.



Espaço Café Sicoob

No evento, foi inaugurada a cafeteria Espaço Café Sicoob, construída por meio da parceria entre o Sindicato dos Produtores Rurais e o Sicoob Credisudeste, patrocinador do Mix Café desde a primeira edição.



O espaço funciona dentro da agência e tem o objetivo de apresentar à população os cafés especiais produzidos no município, bem como a história dos cafeicultores e famílias que se dedicam à atividade. Para isso, haverá exposição de produtos e fotos das famílias e propriedades selecionadas. O gerente do Sicoob Credisudeste, Geidson Cesar, acredita que a cafeteria fará com que mais pessoas conheçam e consumam os produtos locais.


“Todos os nossos clientes terão a oportunidade de apreciar o café de qualidade. Não é simplesmente tomar um café, é participar de uma história. E essa parceria entre Sistema FAEMG, Sindicato e Sicoob não tem como dar errado porque são pessoas com boas ideias e muito bem-intencionadas que se juntaram para fazer o melhor para a nossa comunidade”.


Lilian Moura – Senar/MG – Viçosa


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »