04/11/2020 às 16h25min - Atualizada em 04/11/2020 às 16h25min

Produtores de Espera Feliz se classificam para o 17° Concurso de Qualidade dos Cafés de MG

Qualidade do café

Emater-MG divulgou a lista dos classificados para a segunda etapa do 17º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais. Este ano a competição recebeu 1.792 amostras concorrentes. O Sul de Minas registrou o maior número de participantes, com 785 amostras. Em seguida, vieram as regiões das Matas de Minas (713), Cerrado Mineiro (239) e Chapada de Minas (55).


Em Espera Feliz, os seguintes produtores foram classificados: Jucilene Moreira Amorim Heitor, Odete Carvalho de Oliveira, Ademir Abreu de Lacerda, Afonso Donizete Abreu de Lacerda. Antonio Cézar Faria Neto, Hellen Teixeira Lacerda, João Vithor Medeiros Lacerda, José Alexandre Abreu de Larceda, José de Oliveira Sobrinho, Júlia Maria de Lacerda Gomes, Maria Luiza Lacerda Gomes, Maurício Eduardo Padilha Soares, Sebastiana de Oliveira Faria e Silvania Veiga Teixeira de Lacerda.

Munícipios da região como Alto Jequitibá, Divino e Manhuaçu também tiveram produtores classificados.

 


Foram classificados para a segunda etapa 120 cafés na categoria Café Natural e 120 na categoria Cereja Descascado, Despolpado ou Desmucilado. Todos receberam acima de 84 pontos (num total de 100), seguindo a metodologia da Associação de Cafés Especiais (SCA), que avalia aspectos como fragrância/aroma, sabor, acidez, corpo, uniformidade, ausência de defeitos, doçura e outros. A lista dos classificados está disponível no site da Emater-MG: www.emater.mg.gov.br.

 

Nova avaliação
 

Os produtores selecionados para a segunda etapa têm até o dia 13 de novembro para entregar uma nova amostra do café classificado nas unidades regionais da Emater-MG. A partir do dia 16, os cafés passarão por outra análise física e sensorial feita por especialistas da área, no Campus Machado do IF Sul de Minas. Os 24 melhores cafés do estado serão conhecidos em evento a ser realizado no dia 9 de dezembro, na sede da Emater-MG, em Belo Horizonte.



Serão premiados os três primeiros classificados em cada categoria, das quatros regiões produtoras. Também será anunciado como campeão estadual aquele que receber a maior pontuação entre todos os concorrentes. O concurso também irá destacar o café com maior nota produzido por uma cafeicultora. Todo o regulamento do concurso está no site da Emater-MG.



Em 2019, o campeão estadual foi o cafeicultor Paulo Gomes, do município de Espera Feliz, região das Matas de Minas. O concurso contou com 1.411 amostras inscritas. Os vencedores comercializaram seus lotes de café com ágio de preços.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »