06/10/2020 às 11h25min - Atualizada em 06/10/2020 às 11h25min

ICMBio registra aumento de turistas ao Parque Nacional do Caparaó pela portaria capixaba

Entre os anos de 2016 e 2019

As visitas ao Parque Nacional do Caparaó pela portaria capixaba localizada no distrito de Pedra Menina, no município de Dores do Rio Preto, registrou um aumento no número de visitantes de 140% entre os anos de 2016 e 2019. Os dados são do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e estão disponíveis no Observatório do Turismo do Espírito Santo mantido pela equipe técnica da Secretaria de Turismo (Setur). Em 2016 foram registradas 9.673 visitas; e em 2019 foram 23.215 visitas pela portaria capixaba, sendo o mês de julho de cada ano o mais movimentado. 



O Parque Nacional do Caparaó está localizado na Região Turística do Caparaó que é composta por dez municípios. É nele que está o Pico da Bandeira, o terceiro ponto mais alto do país e que atrai para o Espírito Santo turistas de todas as partes do mundo. Apesar de a Unidade de Conservação ser administrada pelo Governo Federal, o Governo do Estado ciente da importância deste relevante ativo turístico no Estado, investe em obras de infraestrutura na região que possibilitam, cada vez mais, o acesso das pessoas a esta área tão especial.



O aumento no número de visitantes ao Parque, pela portaria de Pedra Menina, reflete características naturais e de infraestrutura das proximidades do parque. “Há características do acesso capixaba que podem ser destacadas e explicam o número crescente de visitantes. Uma delas é a formação natural do acesso capixaba mais acessível dentro da unidade de conservação, permitindo que um público mais eclético possa conhecer a área. Outro ponto positivo é a estrada parque que é calçada e regular, como também a infraestrutura de hotéis, pousadas, restaurantes e receptivos”, destacou o secretário de Estado de Turismo, Dorval Uliana.



O secretário ressaltou ainda o empenho dos municípios da região e da Instância de Governança na organização das empresas do setor que hoje contam com várias opções de passeios na região, além de empresas de aluguel de equipamentos necessários para aqueles que querem subir o Pico da Bandeira, como roupas adequadas ao clima, barracas, entre outros.



“O setor está cada vez mais organizado. O local conta com várias opções de atividades, meios de hospedagem, desde o ‘cama e café’ até pousadas mais requintadas. Além disso, na região, a produção
de café especial também é um grande atrativo, movimentando esta importante região capixaba, explicou Uliana.


Fonte: 
Observatório do Turismo - ES


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »