25/09/2020 às 13h38min - Atualizada em 25/09/2020 às 13h38min

Operação "Mata Atlântica em Pé" constata desmatamento equivalente a 10 campos de futebol em Dores do Rio Preto e Guaçuí.

Crime Ambiental

Durante esta quinta-feira, 24, foi realizada a operação conjunta “Mata Atlântica em Pé” entre Polícia Ambiental, IDAF e IBAMA, fiscalizando diversas áreas com suspeita de desmatamento após levantamento via satélite e denúncias.


As equipes da Polícia Militar Ambiental do Caparaó e IDAF de Guaçuí constataram duas áreas de vegetação nativa da Mata Atlântica desmatadas na zona rural dos municípios de Dores do Rio Preto e Guaçuí, totalizando juntas 106.400 m², o que equivale a cerca de mais de 10 campos de futebol.


Foi constatado o uso de fogo com posterior corte das árvores em uma das áreas, que se tratava de uma Reserva Legal, onde os agentes evidenciaram ainda sementes de capim braquiária jogadas a lanço em toda sua extensão, espécie muito utilizada na formação de pastagens.


Duas pessoas foram notificadas e serão autuadas com multas administrativas que poderão chegar à R$ 25.000,00, além de responderem criminalmente pelo Art. 38-A da Lei Federal 9.605/98, Lei de Crimes Ambientais, por destruir ou danificar vegetação primária ou secundária, em estágio avançado ou médio de regeneração, do Bioma Mata Atlântica, ou utilizá-la com infringência das normas de proteção, que prevê pena de detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos, ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.


A Polícia Ambiental adverte que qualquer supressão de mata nativa deve ser previamente autorizada pelo órgão ambiental competente.


Qualquer denúncia de crime ambiental pode ser realizada pelo telefone do Disque Denúncia – 181 ou pelo sitio eletrônico http://disquedenuncia181.es.gov.br/.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »