05/08/2020 às 15h00min - Atualizada em 05/08/2020 às 15h00min

Covid-19: Familiares pedem informações de detentos da penitenciária de Carangola

Visitas suspensas

Imagem Ilustrativa
Familiares de detentos reclamam sobre falta de informações sobre o estado de saúde dos detentos da Penitenciária em Carangola. A reclamação é por mais notícias do estado dos presos e previsão de liberação para visitas.


A situação das unidades prisionais de Minas Gerais está cada vez mais preocupante por conta da propagação do coronavírus. Dos 212 presos no sistema prisional de Manhumirim, 147 contraíram o coronavírus. Após ficarem em observação e isolados tiveram alta. De acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp-MG), eles receberam luvas e álcool em gel e serão obrigados a usar máscaras no interior das celas para evitar novas infecções.


A senhora Mailda de Souza Gomes, 57 anos, diarista, mãe do detento I.G.S, 22 anos, recluso na Penitenciária de Carangola disse que está preocupada, pois segundo ela, os casos só aumentam, e como as visitas estão suspensas, ela não consegue informações sobre o filho.


Em Manhumirim, o detento Lucas Morais da Trindade, de 28 anos, da cidade de Espera Feliz, foi a primeira vítima no presídio por coronavírus. Ele morreu depois de passar mal e desmaiar dentro da cela. O laudo médico apontou que ele teve COVID-19, embora não apresentasse sintomas. 


Fonte: Jornal do Vale 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »