26/05/2020 às 13h29min - Atualizada em 26/05/2020 às 13h29min

PM localiza recém-nascida que foi retirada da mãe na maternidade do hospital

Autora foi presa

Na noite desta segunda-feira, 25/05, a PM foi acionada a comparecer na praça Doutor César Leite, no Centro de Manhuaçu, onde a solicitante, que é enfermeira na Maternidade do HCL, relatou que uma mulher deu entrada as 22h23min como paciente, relatando que estaria grávida e com dores abdominais.

Após primeira consulta, ela foi encaminhada para um quarto da maternidade do hospital. No quarto, a autora se fez passar por enfermeira e disse que precisava levar a recém-nascida para ser medicada. A mãe da recém-nascida apesar de a autora não portar crachá e nem uniforme, não desconfiou e entregou a criança.

Devido a demora do retorno da criança, a mãe perguntou a uma enfermeira por sua filha, momento em que a enfermeira verificou que havia algo errado, e constatou que a autora havia saído do hospital com a criança.

Diante dos fatos a Polícia Militar foi acionada, e imediatamente fez levantamentos, identificando que a autora residia no Povoado de São João da Figueira, Durandé/MG.

Os militares então, se deslocaram até pontos de táxi da cidade, onde em contato taxistas, obtiveram a informação de que a autora teria entrado em um táxi na rodoviária e se deslocado para São João da Figueira.

De imediato foi acionada a equipe de Durandé para interceptar o táxi. Equipes PM do Coordenador do turno, Tático Móvel e de Durandé, chegaram na casa da autora, onde ela foi localizada no quarto, com a recém-nascida.

Em primeiro momento a autora disse que a criança seria sua filha. Informando aos militares que havia acabado de chegar do hospital onde tinha dado a luz e estava cuidando dela. Disse ainda que teria saído de casa durante o dia para se consultar, pois estaria grávida e com dores.

Em contato com a médica que fez o atendimento da autora no HCL, ela relatou que durante consulta havia constatando que ela não estaria grávida e a liberou para ir embora. A criança recém-nascida foi retirada da autora e levada ao Hospital Cesar Leite, onde foi reconhecida pela mãe biológica e lhe foi entregue na presença das enfermeiras sem nenhuma lesão aparente.

Diante dos fatos, a autora de 26 anos foi presa e encaminhada a Delegacia de Polícia Civil.

Informações: PMMG
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »