03/04/2020 às 16h35min - Atualizada em 03/04/2020 às 16h35min

Empresária do Alto Caparaó ensina a fazer máscara caseira

Indicada pelo Ministério da Saúde

O uso das máscaras para evitar o contágio do novo coronavírus, antes específico para profissionais da saúde e pessoas com suspeita ou confirmação da doença, agora será mais uma ferramenta de uso geral para evitar o contágio da Covid-19. A declaração do uso de máscaras caseiras, aquelas que podem ser confeccionadas em casa, foi recomendada nesta semana pelo ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta.
 

O Ministério da Saúde vai lançar uma campanha digital pela mobilização da população para fabricar as próprias máscaras de pano. Mas, antes desse pronunciamento, a empresário do ramo de turismo Carla Carvalho Ferreira Caneppele, moradora do Alto Caparaó, em Minas Gerais, já tinha colocado a ideia em prática e fez suas próprias máscaras para usar em caso de necessidade. Ela postou um vídeo em sua rede social explicando o passo a passo. (veja vídeo no final da matéria)


No início, Carla disse ter recebido algumas criticas, mas agora as pessoas começaram a compartilhar a dica e entender a necessidade do equipamento, que segue os critérios de simples e necessários, como o próprio Ministério da saúde recomendou. “A minha ideia veio da preocupação de em uma emergência não ter uma máscara. Minha irmã tem um negócio de toucas e máscaras profissionais ( Cadê a minha touca) e ia me enviar. No dia que ia despachar o Correio fechou e eu fiquei sem. Aproveitei o tempo da quarentena e resolvi tentar fazer. Mas pensei em algo mais seguro ( por isso o bolsinho dentro para o(s) guardanapo(s).E deu certo!”, explica.


Ela conta ainda que imaginou que a demanda pelo uso geral fosse acontecer porque, como morou na Itália e mantém contato com familiares de lá, ficou sabendo lá já estão indicando que todos usem.


Carla conta que está passando a quarentena na fazenda da família e, entendendo a gravidade da situação e da importância do isolamento social para evitar que a tragédia do país europeu chegasse com a mesma intensidade no Brasil, ela e a família ajudam a divulgar nas redes sociais os cuidados necessários para evitar a disseminação do coronavírus.

“Somos em três aqui em casa. Mas na fazenda tem outras casas com parentes. Mas como a fazenda é grande as casas ficam distantes uma da outra. Mas como eu disse, temos parentes próximos lá na Itália ( filhos do meu marido, netos, meus cunhados, sobrinhos, enfim…) então estamos vivendo esta quarentena desde o primeiro caso de lá no inicio de fevereiro. E com isso fomos nos organizando. Nossa quarentena começou antes. Até mesmo pela saúde da minha sogra de 85 anos que mora aqui também.“, conta.

Veja como fazer a máscara com materiais que você já tem em casa:




Aqui Notícias

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »