07/02/2020 às 12h12min - Atualizada em 07/02/2020 às 12h12min

Vereadores votarão relatório contra prefeito no domingo em Manhumirim

Crime de responsabilidade

A Câmara de Vereadores de Manhumirim se prepara para a leitura e votação do relatório da Comissão Processante que vai acontecer no dia 9 de fevereiro, às 10 horas, por convocação do presidente da Casa Anderson Dedé. A CP está trabalhando sobre denúncia de crime de responsabilidade contra o prefeito Luciano Machado que está afastado do cargo pela Justiça.

A sessão de julgamento do mandato dele seria na terça-feira (04/02) às 18 horas, mas precisou ser adiada por alguns dias porque a defesa do acusado entrou com pedido de suspensão no Tribunal de Justiça em Belo Horizonte alegando que a reunião para a votação do relatório teria sido erroneamente convocada pelo presidente da Comissão Processante e não pelo presidente da Câmara Anderson Dedé, o que não é verdade.

O advogado da Comissão Leonardo Militão apresentou documentos ao TJ provando que a convocação foi feita corretamente e aguardava a decisão de liberação para que a CP pudesse prosseguir. “A defesa do prefeito induziu o desembargador ao erro. Foi o presidente da Câmara que convocou todos os vereadores e iria convocar o prefeito, mas antes disto entraram com o pedido no TJ”, disse o advogado.

Na manhã desta terça-feira, por volta das 11 horas, o Tribunal de Justiça em Belo Horizonte liberou para a CP continuar e a nova data pôde ser marcada.

Reuniões durante o recesso e as 'fake news'

O presidente da CP vereador Sérgio Borel afirmou que os trabalhos continuaram mesmo durante o recesso parlamentar de janeiro para que os prazos fossem cumpridos e que a Câmara está trabalhando com lisura, respeito às leis e aos prazos.

“Sei que todos estão ansiosos por uma solução, mas temos que seguir o que determina a lei e respeitar os prazos. Fico triste com notícias falsas veiculadas pelas redes sociais dizendo que estamos de braços cruzados, falta de respeito com nosso trabalho e prejudicial ao Município. Há pessoas com falta de conhecimento, mas outras agem de má-fé”, disse.

A relatora da CP, vereadora Ana Paula Destro disse que a Câmara está cumprindo seu papel fazendo um trabalho sério e pediu às pessoas que não acreditem em tudo que divulgam em redes sociais.

“Há pessoas que estão soltando notícias falsas dizendo que o trabalho está parado, mas podem ficar tranquilos que estamos trabalhando sem interrupção sim, só que nem tudo depende da Câmara. A defesa do acusado tem agido para atrasar e impedir o prosseguimento. Esta foi a segunda vez que a CP foi temporariamente suspensa para que o TJ tivesse que analisar a situação, mas estamos chegando ao final”, disse a vereadora.

O presidente da Câmara Anderson Dedé disse que tem comparecido à maioria das reuniões da CP, inclusive as que aconteceram em janeiro e tem disponibilizado a estrutura da Câmara para que o trabalho fosse feito.

Na manhã de terça, o presidente da Câmara Anderson Dedé, o presidente da Comissão Processante Sérgio Borel e a relatora da CP Ana Paula Destro foram às Rádios Manhumirim AM no programa Show da Manhã de Geraldo Junior e Terra FM no programa Rádio Show de Gleidson Cezar dar esclarecimentos sobre o andamento dos trabalhos da Comissão. Participou da entrevista por telefone, de Belo Horizonte, o advogado da CP Leonardo Militão.

Ainda durante o final da entrevista na Terra FM o advogado anunciou que o TJ, através do Desembargador Marcelo Rodrigues havia liberado para a CP dar prosseguimento, conceder três dias para manifestação do acusado e levar o relatório final à sessão de julgamento.  Diante disto a sessão foi marcada e todos convocados. A sessão é aberta ao público.

Assessoria de Imprensa da Câmara de Manhumirim


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »